Suspeito de esfaquear Bolsonaro diz à polícia que ataque foi a mando de Deus; veja o vídeo

No VNT do O Globo - 07 SET 2018
Suposto autor do ataque a facada em Bolsonaro
Foto: Reprodução
O suspeito preso de ter esfaqueado o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, disse em depoimento à polícia que o ataque foi 'a mando de Deus'. De acordo com informações da Globonews TV, que teve acesso ao depoimento, Adéilio Bispo de Oliveira alegou ainda motivos pessoais para o ataque.

Logo após Adélio ser detido no local do ataque, ele disse ao tenente-coronel Marco Antonio Rodrigues de Oliveira, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, que cometeu o crime por ter divergências políticas com Bolsonaro e descartou motivação partidária para o ato.

— Ele é nascido em Montes Claros, morador de Juiz de Fora, e alegou que tentou ferir o candidato Jair Bolsonaro por ter divergência de ideias e de pensamentos com ele. Ele não tem nenhuma filiação partidária, disse que era um questão pessoal e depois não manifestou mais nada — relatou o tenente-coronel.

O policial disse que quem prestou os primeiros socorros ao candidato foram os agentes da Polícia Federal que o acompanhavam. E disse ainda que a PM evitou que Adélio fosse linchado.

— O cabo Clécio da Polícia Militar, que estava acompanhando a comitiva, foi quem efetuou a prisão dele e que ajudou a resguardar o suspeito de um linchamento dos possíveis apoiadores do Bolsonaro — contou ainda o comandante do 2º BPM.

Passa a passo do ataque:

Veja o vídeo (Canal VNT):

Share on Google Plus

About VNT Online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.