Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Carro de motorista de aplicativo desaparecido é encontrado em Boa Saúde; RN

No VNT do G1 RN - 01 ABR 2019
O motorista de aplicativo Paulo Eduardo da Silva está desaparecido desde o dia 21 de março em Natal RN — Foto: Arquivo da família

O carro do motorista de aplicativo que desapareceu em Natal no dia 21 de março foi encontrado pela Polícia Militar em Boa Saúde, no interior do estado. De acordo com os policiais, o Siena branco estava com um homem e duas mulheres, e foi localizado no dia seguinte ao desaparecimento de Paulo Eduardo da Silva.

No entanto, a família do motorista só teve essa informação neste fim de semana, depois que prestou queixa de roubo do veículo. Paulo Eduardo, que tem 49 anos, saiu de casa, em Nova Parnamirim, por volta das 15h do dia 21 de março. Desde então, não foi mais visto pelos parentes. Um amigo de Paulo Eduardo viu o automóvel dele passando pela Avenida João medeiros Filho, na Zona Norte, horas depois.

Imagens de câmeras de segurança de um posto de combustíveis na mesma avenida, no conjunto Pajuçara, filmaram Paulo Eduardo da Silva parando e desembarcando um casal de passageiros. Isso aconteceu já na madrugada do dia 22, pouco depois das 3h.

No mesmo vídeo, o casal encontra com mais dois homens e todos, inclusive o motorista, seguem em direção a um bar do outro lado na rua. Já pela manhã, depois das 6h, uma mulher que não aparecia antes na filmagem chega ao posto e pergunta aos frentistas qual entre os carros estacionados é o Gran Siena. Com a chave, ela destrava o veículo, dá partida e vai embora.

Após a recuperação do automóvel, a família de Paulo Eduardo acredita que as investigações possam andar para chegar até a localização dele.

Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.