Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Governadora reúne servidores e assegura início de pagamento dos atrasados a partir de maio

No VNT da ASSECOM RN - 30 ABR 2019
ASSECOM RN

A governadora Fátima Bezerra confirmou, durante a celebração de Páscoa organizada pelos servidores do Gabinete Civil do Governo do Estado, a continuidade do pagamento dos salários dentro do mês trabalhado e, a partir do próximo mês, o início do pagamento dos salários atrasados.

“Passados esses 100 dias me dá orgulho poder dizer que o servidor do estado do Rio Grande do Norte está e vai continuar a receber seu salário dentro do mês, uma realidade que não era vista há mais de dois anos. Quero muito agradecer a dedicação de cada servidor neste momento”, afirmou Fátima Bezerra.

Sobre a quitação dos atrasados, a governadora explicou aos servidores o esforço da equipe econômica para organizar as contas e possibilitar o início do pagamento. “Vamos utilizar a arrecadação dos royalties para começar a pagar os atrasados a partir do fim de maio. E já no início de junho faremos uma nova negociação dos royalties. Queria também destacar que estamos em processo de negociação da folha salarial e que cada centavo arrecadado será destinado ao servidor”, concluiu a governadora.

CONFRATERNIZAÇÂO

O encontro da governadora com os servidores do Gabinete Civil foi organizado pelo programa de Qualidade de Vida, coordenado pela servidora Vânia Pinheiro, e viabilizado por doações arrecadadas junto aos próprios servidores.

O evento contou com uma celebração conduzida pelo padre Antônio Murilo de Paiva, que destacou o momento da Páscoa como poder de renovação das forças. “Governar é enfrentar desafios, ter força para enfrentar as dificuldades e o RN precisa desta força para nascer de novo”, pontuou o pároco.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.