Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Protesto contra a reforma da Previdência fecha rodovias no RN

No VNT do G1 RN - 14 JUN 2019
NATAL, 4h30: grupo fecha rotatória no entroncamento das BRs-101 (Norte) e BR-406, a poucos metros da entrada da garagem da empresa de ônibus Guanabara — Foto: Elizama Cardoso/Inter TY Cabugi

Vias de acesso a cidades do litoral Norte da região Metropolitana de Natal foram interditadas em um protesto realizado na madrugada desta sexta-feira (14) no entroncamento das BRs-101 (Norte) e BR-406, a poucos metros da entrada da garagem da empresa de ônibus Guanabara. Uma greve geral foi convocada por sindicatos contra a reforma da Previdência e os bloqueios na educação.

Por quase duas horas, a rotatória no Parque dos Coqueiros, que liga a BR-101 (Norte) a BR-406, teve o trânsito interrompido. As pistas nos sentidos Natal/Ceará-Mirim, Natal/Extremoz, Extremoz/Natal e São Gonçalo do Amarante/Natal foram obstruídas por manifestantes, que atearam fogo em pneus.

A Polícia Rodoviária Federal intensificou o policiamento na região, e o tráfego só foi liberado por volta das 7h.

Outros pontos
Também houve protestos e fechamento das pistas na BR-406, em Ceará-Mirim, na altura da comunidade de Massaranduba, e na entrada da cidade de João Câmara. Em Ceará-Mirim, o trecho fechado foi liberado por volta das 8h.

Por volta das 8h15, a PRF ainda confirmou protestos com fechamento parcial da BR-226, no Km 80, próximo da cidade de Tangará, e com fechamento total da BR-304, no Km 24, em Mossoró.

TANGARÁ, 8h20: protesto fechou parte da BR-226, no sentido Tangará/Natal   — Foto: Redes Sociais
TANGARÁ, 8h20: protesto fechou parte da BR-226, no sentido Tangará/Natal — Foto: Redes Sociais
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.