Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Inep reforça orientações para participantes; só é permitida caneta de tinta preta

No VNT do INEP - 02 OUT 2019
Para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)  só é permitida caneta de tinta preta 

Para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, os participantes precisam ficar atentos aos objetos permitidos dentro da sala do exame. A única caneta aceita para preencher o cartão-resposta é a esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Nenhum outro tipo será permitido permanecer sobre a mesa dos inscritos. Qualquer outro tipo de caneta, ou ainda lápis e lapiseira, deverá ser guardado dentro da embalagem porta-objetos fornecida pelo aplicador, devidamente lacrada e acomodada embaixo da cadeira dos participantes. A correção das provas objetivas é feita com leitor óptico que só garante a marcação feita com caneta preta.

O documento de identificação precisa ser oficial e com foto, original, válido em todo território nacional. Documentos digitais ou cópia, mesmo que autenticada, não valem para identificação dos participantes. Também serão aceitos documentos vencidos, desde que estejam entre os permitidos, conforme edital do Enem 2019.

O participante que deixar o telefone celular ou outro aparelho eletrônico emitir qualquer som durante a prova, mesmo que o item esteja desligado e no envelope porta-objetos lacrado, será imediatamente eliminado do Enem 2019. Dessa forma, é importante se assegurar de que os aparelhos eletrônicos estejam desligados e com alarmes desativados. Durante a prova, o participante deverá manter, debaixo da carteira, o envelope porta-objetos, lacrado e identificado, desde o ingresso na sala de provas até a saída definitiva.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ressalta que as provas do Enem seguem o horário oficial de Brasília em todo o país, para que aconteçam de forma simultânea em todas as localidades. Atenção para os horários do exame na maior parte do país, que valem para: Pará, Amapá, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco (exceto o Distrito Fernando de Noronha, uma hora à frente), Alagoas, Sergipe, Bahia, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Distrito Federal:

12h: abertura dos portões
13h: fechamento dos portões
13h30: início das provas
15h30: alunos podem sair do local de provas, sem o caderno de questões
18h30: alunos podem sair do local de provas, com o caderno de questões
19h: término das provas
Fuso horário – O Inep reforça um lembrete aos participantes dos estados das regiões Norte e Centro-Oeste, além do distrito de Fernando de Noronha (PE), que têm horários diferentes de Brasília.

Abertura dos portões às 10h (horário local), com fechamento às 11h:

Acre
Amazonas (13 municípios: Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Lábrea, Pauini, São Paulo de Olivença, Tabatinga)
Abertura dos portões às 11h (horário local), com fechamento às 12h:

Amazonas (com exceção dos 13 municípios descritos acima)
Roraima
Rondônia
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Abertura de portões às 13h (horário local), com fechamento às 14h:

Pernambuco (Distrito de Fernando de Noronha)
O Inep recomenda que o participante imprima o Cartão de Confirmação da Inscrição e leve-o para o local de exame. Nele, estão nome, CPF e número de inscrição, além do endereço da instituição onde o participante fará as provas com especificação da sala, e ainda o tipo de atendimento especializado ou específico, caso tenha sido homologado. Neste domingo, 3 de novembro, as provas são de linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias e redação.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.