Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

IFRN lança editais com mais de 1,3 mil vagas para cursos técnicos

No VNT do G1RN - 04 MAR 2020
No Campus Central do IFRN, em Natal, também há oferta de vagas — Foto: Alberto Leandro/Arquivo Tribuna do Norte

O IFRN lançou dois editais com 1.343 vagas para cursos destinados a quem já concluiu o Ensino Médio e também para Educação de Jovens e Adultos (Proeja). As inscrições, que vão custar R$ 30, serão abertas na segunda-feira (9) e seguem até 6 de abril. A prova será no dia 17 de maio.

Para o Proeja, serão 40 vagas, para o Campus Mossoró, no curso de Edificações no período noturno. Já para os cursos na forma subsequente, as 1.303 vagas restantes envolvem 20 cursos, oferecidos em 15 campi.

A execução das etapas do processo seletivo para ambos os editais, que vão desde a etapa de inscrição ao resultado final, ficará sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Candidatos
De acordo com o IFRN, para o subsequente o processo seletivo estará aberto a quem tiver certificado de conclusão do Ensino Médio (ou de curso equivalente); para o Proeja, a seleção estará aberta exclusivamente aos concorrentes que tiverem, no máximo, certificado de conclusão do Ensino Fundamental (ou de curso equivalente), que desejem cursar o ensino médio integrado a uma formação profissional e que tenham, até o último dia de matrícula deste processo seletivo, 18 anos completos.

A prova está agendada para 17 de maio de 2020, das 8h ao meio-dia. A avaliação terá questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa e Matemática, e a proposição de uma redação. O cronograma e os demais detalhes do certame podem ser consultados nos editais.

Editais:

Confira na tabela abaixo.
Com 1,3 mil vagas, IFRN lança dois editais para cursos técnicos — Foto: Reprodução/IFRN
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.