Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

MPRN pede fim de bloqueio na entrada de Sagi feito por moradores por causa do coronavírus

Do G1RN - 28 MAR 2020
Barreira montada pelos moradores em Sagi — Foto: Cedida

O Ministério Público pediu para que o bloqueio montado por moradores na entrada da comunidade de Sagi, no litoral Sul potiguar, seja desmontado. A população resolveu fazer a barreira por conta própria na segunda-feira (23), para evitar a entrada de pessoas na localidade e impedir a propagação do novo coronavírus. Para o MP, a medida não serve de garantia para proteção contra o vírus.

A barreira com placas informativas, cones de trânsito, galhos de árvores, tonéis e uma barraca foi improvisada na entrada da comunidade no início da semana para impedir a passagem de turistas. Os moradores se dividiram em grupos e se revezavam 24 horas no local.

No entanto, a estrutura já foi desmontada, após o pedido do Ministério Público. Segundo a Associação de Moradores de Sagi, os membros da comunidade ainda se mantém no local, mas para orientar quantos à prevenção ao vírus.

“Esse pedido no pedido público foi um banho de água fria. Como é que vai ficar a nossa cidade, sem o menor respaldo? Mesmo porque somos uma praia turística e estamos a mercê de entrar qualquer pessoa. Não temos apoio do poder público”, reclama Maria da Conceição Cardoso, presidente da Associação.

De acordo com ela, Sagi tem hoje cerca de 800 habitantes e a maioria dessa população é de idosos. “Quem vai nos respaldar? Continuamos aqui, mas orientando as pessoas. Só que, infelizmente, uns respeitam e outros não”.

Sagi faz parte do município de Baía Formosa. No dia 21 o prefeito da cidade publicou um decreto determinando a proibição da entrada de transportes turísticos por meio. Moradores e prestadores de serviços essenciais podem entrar livremente no município. Em Baía Formosa, a barreira na entrada da cidade é feita por bombeiros civis, mas eles não proíbem a entrada de ninguém, apenas orientam.

Na mesma portaria, o Ministério Público também orientou que o Município retire do decreto quaisquer artigos que “deem ensejo a bloqueios generalizados de acesso ao território do Município de Baía Formosa”.

“Uma pessoa infectada aqui na nossa comunidade, todos estarão infectados. E quem vai nos ajudar? Aqui é precário demais. Tudo para nós é difícil, até o acesso (à comunidade). Somos esquecidos, a gente não tem suporte de nada aqui”, alega Maria da Conceição.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.