Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Suspeito é morto a tiros após vítima reagir a assalto na Zona Sul de Natal

Do G1RN - 17 FEV 2021
Suspeito de assalto morreu após reação de vítima no conjunto Cidade Satélite, em Natal. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi


Um homem suspeito de assaltos morreu a tiros na manhã desta quarta-feira (17) no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. Segundo a Polícia Civil, uma das vítimas abordadas por três assaltantes teria reagido e atirado contra eles. Um dos assaltantes foi atingido e outros dois conseguiram fugir. O atirados também deixou o local.

O caso aconteceu no início da manhã próximo ao cruzamento entre as ruas Serra da Jurema e Serra dos Carajás. Segundo o delegado Rysklyft Factory, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), os três homens teriam deixado um carro em um matagal próximo e seguido a pé ao cruzamento, onde há um semáforo, para realizar assaltos.

Porém, uma das vítimas abordadas teria atirado contra os bandidos, atingindo um deles. O homem morreu no local antes de qualquer socorro. Os outros dois fugiram a pé e o carro usado por eles foi deixado no matagal. Após atirar contra os assaltantes, a vítima que reagiu também fugiu do local.

O homem que morreu no local foi identificado como Jeferson da Silva Garcia, de 35 anos. Segundo a companheira dele, que está grávida e foi ao local, o homem já havia sido preso por assalto e passou cerca de 7 anos preso. Há menos de um ano, ele estava em progressão de pena, usando tornozeleira eletrônica.

De acordo com a polícia, o suspeito tentou usar papel laminado para tentar esconder o sinal do equipamento que pudesse localizá-lo.

Equipes do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) e Polícia Civil foram ao local para dar início às perícias e investigações.

Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.