Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

(SÍNTESE)

História do Município de Várzea Rio Grande do Norte
Monografia: Tema: Vázea, Nossa Terra: Um espaço geográfico produzido pelo homem

(síntese)
Este trabalho monográfico, foi uma produção fruto de idéias e um desejo nosso, de relatar por escrito a história do município de Várzea. O interesse em realizar esta pesquisa sobre a origem deste espço geográfico que historicamente foi produzido pela sua gente à medida que organizou econômica e socialmente sua sociedade, foi no entanto na intenção de difundir sua historicidade que enfoca o homem como sujeito produtor desse espaço geográfico chamado Várzea. O tema nos reporta a entender o quanto se faz necessário que o povo de uma comunidade passe a ter conhecimento de algo em torno de suas origens, de sua identidade; esse conhecimento nos remete a uma reflexão filosófica e antropológica no sentido de questionar o porque de nossos hábitos, costumes, crenças, valores, a fim de conhecer as origens de nossa terra.
Trabalho realizado como conclusão de curso.

Histórico do Município de Várzea
sua origem e ocupação

Em terras banhadas pelo Rio Jacu, e seus afluentes o Rio Joca e o Riacho Várzea começaram a sugir , no final do século XIX, os primeiros sinais de um povoamento. Agricultores motrivados pelo crescimento da atividade agricola e pecuária no município sede de Goianinha, decidiram buscar novas terras para o trabalho. Em busca por novos territórios chegou à região situada nas proximidades do Rioacho Várzea no início do século XX, dando início a exploração da área com a instalação de fazendas, sítios e moradias.
Era o início da comunidade de Várzea, fundada por Ângelo Bezerra, nascendo forte, impulsionada pela prosperidade na agricultura e pelo bom desempenho na pecuária. Durante toda a metade do século, o povoado, pertencente ao município de Goianinha, manteve um crescimento gradativo, baseado nas atividades do campo.
Apesar de ter passado a condição de municípío apenas em 1959, Várzea já existia desde o século passado na condição de vila, pertecendo ao Município de Goianinha. Ângelo Bezerra, um paraibano comerciante e fazendeiro é considerado o fundador por ter sido o primeiro morador de nosso município. Aqui muitos outros foram chegando, em sua maioria paraibanos, atraídos pela boa qualidade de terra, deram início as primeiras edificações do município. Seus primeiros moradores foram os Senhores Minervino, Genésio Coelho, José Anacleto e Ângelo Bezerra.
Em 1959, Várzea conquistou sua emancipação política, mais precisamente em 20 de dezembor de 1959 Lei de nº 2.586, desmenbrando-se do município de Goianinha Rio Grande do Norte.
Outros municípios com Espírito Santo e Jundiá, que pertenciam ao território varzeano conquistaram sua emancipação.
Logo após a solene reunião de instalação do município de Várzea, foi empossado do cargo de primeiro prefeito deste municípiop o Exmº. Pasqualino Gomes Teixeira, nomeado pelo decreto do Exmº. Sr. Dinarte de Medeiros Mariz, o então Governador do estado do Rio Grande do Norte, em 29 de dezembro de 1959.
Logo após a solene reunião de instalação do município de Várzea, foi empossado do cargo de primeiro prefeito deste município o Exmº. Pascolino Gomes Teixeira, nomeado pelo decreto do Exmº. Sr. Dinarde de Medeiros Mariz, o então governador do Estado do Rio Grande do Norte.
A primeira Prefeitura do município funcionou provisoriamente em uma casa alugada, localizada na rua Deputuado José Lúcio Ribeiro no centro da cidade. Logo depois foi construída o prédio permanente da Prefeitura Municipal.
O prédio da Prefeitura Municipal, com sua arquitetura arrojada, foi inaugurada em 04 de junho de 1966, na administração do prefeito Adauto Rocha.
Prefeitos que passaram a administrar o Município de Várzea-RN:

GESTÃO/PERÍODO/PREFEITO/VICE 1º13/01/1960 á 31/12/1960-Pasqualino Gomes Teixeira/Não teve
2º01/01/1961 à 31/01/1965-Wandik Teixeira Lopes/Antonio Alves de Queiroz
3º31/01/1965 à 31/01/1970-Adauto Ferreira Rocha/Arnor Coelho de Oliveira
4º31/01/1970à31/01/1972-SeverinoFlorêncio Sobrinho /OliveiraJorgedeAlexandria
5º31/01/1972 à 31/01/1977-Severino Pereira Campos/Manoel Luiz do Nascimento
6º31/01/1977 à 31/01/1982-Severino Florêncio Sobrinho/Raimundo Paulino de Souza
7º31/01/1982 à 31/01/1989-Oneide Mauricio de Queiroz/Manoel Luiz do Nascimento
8º31/01/1989 à 31/12/1992-Antonio Genival de Carvalho/Luiz Paulino
9º01/01/1993 à 31/12/1996-Severino Florêncio Sobrinho/José Edson Alves da Silva
10º01/01/1997 à 31/12/2000-Manoel Luiz do Nascimento/Ivan Braz de Oliveira
11º01/01/2001 à 31/12/2004-Antonio Genival de Carvalho/José Arimatéia de Alexandria
12º01/01/2005 à 31/12/2008-Antonio Genival de Carvalho/José Arimatéia de Alexandria

Atual legislatura varzeana: Vereadores: Elineide Belo da Silva, Walter Pedro da Silva, Terezinha Tomaz de Lima Anacleto, Sebastião Belo da Silva Irmão, Valério Rodrigues de Lima, José Avelina, João Guimarães de Oliveira, Rovalvo Ferreira de Queiroz e Ivan Braz de Oliveira.

Símbolos varzeanos Bandeira
A Bandeira do Município de Várzea, foi criada no mesmo ano que foi criado o Hino do Município, através de Lei aprovada no Câmara Municipal de Várzea, na gestão do Ex-Prefeito Severino Florêncio Sobrinho.
O retângulo está dividido por faixas: branco na parte superior, e azul na base inferior, ambas com (09) módulos de altura cortadas por uma faixa amarelo-claro de (04) módulos de altura. O brasão de Armas de tradição portuguesa está centralizado sobre as faixas e traz o simbolismo caracterizador do município: "uma paisagem" destacando coqueirais, por ser a região dotada dessas belezas naturais e do Rio Joca que atravessa o município fertilizando. As palmeiras imperiais, ladeando o escudo, simbolizam a perenidade da espécie existente na cidade. estão plantadas em frente a Igreja Matriz de São Pedro como sentinelas à serviço de Deus. Dois galhos de algodão sob o Brasão referem-se ao produto agrícola que se destacou na região. Logo abaixo, descreve-se em letras brancas o nome do Município. As cores da composição da Bandeira sintetizam as cores naicionais: verde amarelo, azul e branco. Falam de paz, amizade, tranquilidade, bonança e esperança no povir.
Hino
Muitos são os ilustres varzeanos que contribuíram para a história do nosso hino, mais um em especial foi o autor do Hino Municipal, o nosso saudoso cap. Gonçalo Ferreira Lopes, cuja letra foi aprovada pela Câmara Municipal de Várzea durante a segunda administração do Sr. Ex- Prefeito Severino Florêncio Sobrinho. A letra é do Cap. Gonçalo Ferreira Lopes , a música é do Ten. Cel. Ambrósio Agrícola Nunes e o arranjop do Cap. José de Souza Neves. Todos da banda de música da Polícia Militar da Paraíba.

O Espaço Geográfico de Nossa Terra: Nossa Terra, Nossa Gente
Área A área da unidade territórial do município de Várzea é de 67 Km², segundo o (IBGE-2007).
Limites
O município limita-se com os seguintes municípios: ao norte com Jundiá; ao sul com Nova Cruz; ao leste com Espírito Santo e a oeste com Santo Antonio e Passagem.(Wiikipédia 2007).
Localização Várzea encontra-se em terrenos baixos e planos que margeiam os cursos d`água, com estas características de localização, fazendo jus ao nome, encontramos a sede do município. A mesma localiza-se a uma distânica de 84 Km da Capital Natal.
O município de Várzea pertence a microrregião Agreste Potiguar (IBGE). Porém alguns município pertencerem a diferentes regiões o Ministério inclui mais sete município no semi-árido, esse municípios foram incluídos por apresentarem precipitação pluviométrica menor que 800 milímetros e risco de seca de até 60%.
Do Rio Grande do Norte foram incluidos o municípios de Brejinho, Lagoa de Pedras, Macaíba, Monte Alegre, Passagem, Vera Cruz e inclusive o nosso município de Várzea, o semi-árido tem características distintas, é uma região onde chove pouco, a temperatura é elevada e a predominância da vegetação é de caatinga, com solo que retém pouca umidade.
População A população do município de Várzea segundo a contagem da população do (IBGE-2007) é de 5.276 habitantes.

Aspectos socioeconômicos e culturais do povo varzeana
Agricultura Encontra-se ainda em nosso município o cultivo da cultura de subsistência como o milho, feijão, batata doce, manga, entre outras culturas.
Pecuária Na pecuária é predominante a criação de bovino, no entanto existe uma boa ciração de aves caipira, suinos e equinos. A exemplo da agricultura, a pecuária, setor tradicional da economia do município, apresenta declínio ou estagnação.
Pesca A pesca é de água doce, e praticada em nosso município, predominantemente nos açudes e rios. A pesca é feita por pescadores por esporte ou para alimentação de sua família.
Feira livre (comércio)
Afeira livre da cidade foi criada a décadas atrás pela necessidade de compras das pessoas da cidade e do interior, a mesma era inicialmente abastecida apenas pelos agricultores do município , que colocavam para serem comercializados na pequena feira. Atualmente a feira livre, recebe feirantes de toda a região e encontra-se cada vez mais se expandiu pelas ruas mais próximas do mercado público.
O comércio do município, que tradicionalmente ocupava apenas a rua principal da cidade, se alastrou nas ruas em direção a zona central da cidade. Na última década, Várzea vevenciou em verdadeiro crescimento em termos de comércio varejista. Em busca de lazer, conforto e variedade. Existe na cede do município atualmente uma variedade considerável de estabelecimentos comerciais.

A cultura do povo varzeano

Festas tradicionais
Destacaremos aqui os ciclos de festas populares e religiosas, a que estamos acostumados a participar em nosso município. Em geral as nossas festas populares também têm, inicialmente, uma intenção religiosa que acaba se convertendo em recreação.
carnaval é festa mais popular do Brasil e é uma mistura das tradições européias que se mesclaram aos costumes mestiços da nossa sociedade. O carnaval em nossa cidade, acontece com desfile de blocos vindos de outras cidades, principalmente de bloco de tribo de índio.
Semana Santa Se inicia quarenta dias depois da quarta-feirta de cinzas. Esse período é chamado de quaresma e é dedicado pelos católicos à meditação e revitalização da fé. A comemoração relembra a crucificação de Cristo à sua Ressurreição; a festa profana acontece no Sábado de Aleluia, com a malhação de Judas. Uma tradição que também herdamos é a comemoração do Domingo de Páscoa, que sempre rememora a paz, a luz, alegria e salvação, assim pregada e difundida pela igreja. A páscoa é o símbolo da Ressurreição de Cristo.
Ciclo Junino
As festas de Santo Antonio, São João e São Pedro são alegres e muito concorridas em todo o nordeste do País. Entre as festas juninas destacamos a festa do padroeiro de Várzea, São Pedro, que acontece no dia 29 de junho, com realizações de grandes eventos populares e intensa programação religiosa realizada pela área paroquial de São Pedro. Nessas festas os varzeanoa se deslumbram com as apresentações de quadrilhas , os bailes de forró, omilho assado, apamonha e a conjica, as fogueiras acesas nas ruas. Nesse período também ocorre as vaquejadas, no parque municipal, a mesma ja tradicional em toda a região.
Semana da Cultura
O ano de 1980 foi marcante para o município de Várzea, neste ano se realizara a primeira Semana da Cultura, uma iniciativa de resgatar, divulgar e perpetuar a cultura varzeana, um projeto idealizado pela professora Gabriela Maurício de Pontes. A Semana da Cultura é realizada na cidade de Várzea, sempre no mês de agosto, com a participação das escolas, igrejas, prefeitura e comunidade em geral, durante o evento, há exposições de trabalhos artesanais dos projetos e das oficinas realizadas pelas escolas e por grupos locais e regionais, além de barracas com comidas típicas, jogos e outras atrações.
Emancipação Política
No dia 20 de dezembro comemora-se a Emancipação Política do município, a programação nesse dia é estensa, começando com a alvorada, seguida de várias modalidades esportivas, além de missa em ação de graças e show em praça pública.
Ciclo Natalino Em dezembro inicia o ciclo natalino, onde as famílias varzeanas se reúnem e comemoram o nascimento de Cristo, e a chegada do Ano Novo.
Share
Banner

Beto Bello

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.