População de Brejinho, RN foi mobilizada para elaboração do Plano de Saneamento

No VNT da Assecom Funasa - 25/11/2016
Atividades lúdicas para as crianças na tenda - Foto: Suest/RN
Com o objetivo de sensibilizar a população do município de Brejinho, situada na Região Agreste, a 60 Km de Natal, quanto a elaboração do Plano Municipal de Saneamento (PMSB); a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema); instalou a Caravana Ecológica, no período de 03 a 05 deste mês, que constou de gincanas, oficinas, feirinha com comida da região, curso de educação ambiental, dentre outras atividades.

Além da uma grande tenda montada na praça principal da cidade, onde aproximadamente 4.000 pessoas, entre alunos e populares, participaram das atividades educativas,  com o foco principal na preservação do meio-ambiente e no saneamento básico. Simultaneamente, as atividades também se desenvolveram  na Escola Municipal Dinarte de Medeiros Mariz, com oficinas para o reaproveitamento “do lixo”, utilizando o papel, papelão, plástico e outros materiais diversos.

Para a técnica do Idema, Silvana Gomes, que coordenou as atividades na tenda, as atividades tiveram o objetivo de sensibilizar a população quanto a responsabilidade ambiental. A caravana em Brejinho, teve ainda, a finalidade de sensibilizar e mobilizar a população quanto a elaboração do PMSB. “Ela(a Caravana) tem um cunho especial, que as pessoas vejam a importância de cada uma para o meio ambiente”, disse Silvana.

Dentre os profissionais que atuam no município, encontramos a professora Rubenilde, que ensina na Escola Estadual Café Filho. Para ela, a implantação do PMSB no município é de fundamental importância, pois vai melhorar a condição de vida das pessoas. “Tendo em vista que a falta desse plano acarreta a destruição de muita coisa: meio ambiente, contaminação do lençol freático e muitos outros fatores que prejudicam a saúde do povo”, ressaltou a professora.

Um dos problemas enfrentados pelo Comitê Executivo, segundo a sua coordenadora, Débora Costa, foi o envolvimento da população quanto ao tema; o que foi superado com esses dias de mobilização. Segundo ela, o plano não depende só dos comitês, seja de coordenação ou executivo, nem dos gestores, mas sim de todos. Da comunidade em geral, dos comerciantes, das escolas.
Share on Google Plus

About VNT Online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.