Como acessar serviços do INSS sem sair de casa

No VNT do O Dia - 21/01/2017
Para posentadoria por invalidez e auxílios-doença e acidente, é necessário marcar perícia no INSSDivulgação
Os segurados do INSS não precisam ir a um posto da Previdência para ter acesso às suas informações e solicitar pedidos no instituto. Os mais comuns podem ser feitos pela internet no site www.previdencia.gov.br ou pela Central de Atendimento 135. Entre eles estão consultar extrato de pagamento do mês, atualizar endereço — que é importante para o caso de ser convocado pelo instituto —, acompanhamento de pedidos de benefício ou revisão, simulação para quem está prestes a se aposentar e, para quem já é aposentado, é possível pedir a segunda via da certidão de saque do PIS/Pasep e FGTS, além da carta de concessão. 

Quem ainda não é inscrito no INSS também pode usar o site para começar a pagar a seguridade social. A inscrição é feita de forma online. Atualmente, o beneficiário também consegue desbloquear a senha do Cadastro Nacional do Seguro Social (CNIS) pela internet ou pelo telefone e não precisa mais ir à agência para conseguir o primeiro acesso ao extrato. 

E, a partir de março, o instituto vai criar o campo “Meu INSS” no site da Previdência, onde poderá ser feita a contagem por tempo de serviço.

Entre outras opções que ficarão disponíveis a partir de março estão a contagem de tempo de serviço vinculada ao CNIS e a possibilidade de dar entrada no pedido de aposentadoria sem precisar ir a uma agência.

De acordo com informações da Secretaria da Previdência Social, o objetivo é, progressivamente, aumentar as funcionalidades desta plataforma para o segurado ter mais autonomia para requerer benefícios. 

“Em outras fases de lançamento, será disponibilizado o acesso a serviços como ‘Histórico de Crédito e Consignação’, ‘Situação e Declaração de Benefício’, ‘Nada Consta’ e ‘Acompanhamento de Perícia Médica’. Não foi informado, porém, o prazo para a liberação dessas novas funções.

Entre os serviços que exigem agendamento no instituto estão pedido de aposentadoria, seja por tempo de contribuição, idade ou deficiência. Para a aposentadoria por invalidez e os auxílios-doença e de acidente, é necessário marcar perícia médica. O direito a um desses benefícios é decidido por um médico-perito do instituto, por isso é preciso ir ao posto. 

Endereço deve estar atualizado no cadastro do INSS

O INSS voltou a fazer o pente-fino nos auxílios-doença e aposentadorias por incapacidade concedidos judicialmente e que não passaeram por revisão há mais de dois anos. 

Segundo balanço divulgado pelo governo, até 31 de outubro haviam sido feitas 20.964 perícias. Na maioria dos casos (16.782, ou 80,05%), o pagamento dos benefícios foi suspenso no mesmo dia.

E, para não correr o risco de ter o benefício suspenso por não ter recebido a carta-convite, o INSS recomenda atualizar o endereço cadastrado para facilitar a convocação e evitar a suspensão do benefício. Isso pode ser feito pelo telefone 135 ou pela internet, no site da Previdência (www.previdencia.gov.br). Quem não tem endereço definido ou mora em lugares onde os Correios não chegam será convocado por edital publicado em imprensa oficial, segundo o governo. Depois de receber o aviso, a pessoa tem cinco dias úteis para agendar a perícia, pelo telefone 135. Se não fizer dentro do prazo, o benefício será suspenso. Quem perder o prazo e tiver o benefício suspenso deverá ir até uma agência da Previdência para agendar a perícia de revisão. No dia da perícia, a pessoa pode apresentar atestados e exames médicos que tiver, além dos seus documentos. O resultado da perícia estará disponível no dia seguinte, pelo telefone 135 ou pelo site do INSS.
Share on Google Plus

About vnt online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.