Ambulâncias ficam paradas no maior hospital do RN à espera de macas

No VNT do G1 RN -13/02/2017
Socorristas esperam macas no Hospital Walfredo Gurgel (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Socorristas esperaram macas por cinco horas (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Dezesseis ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) passaram a manhã desta segunda-feira (13) paradas no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal, por falta de macas. Com a falta de leitos no maior hospital público do Rio Grande do Norte, os pacientes ocupam as macas das ambulâncias, que ficam impossibilitadas de saírem para atender a população.

Às 11h, os socorristas do Samu que começaram o plantão às 7h ainda não haviam atendido, cinco horas depois, nenhuma ocorrência. “Já são 11h e a gente ainda não tem previsão de liberação de maca. Até porque está superlotado, e não tem como o hospital pegar o paciente e colocar em outro lugar, ele precisa da maca para que o paciente continue sendo assistido. E a gente não pode atender outras ocorrências porque não tem maca˜, disse à reportagem um funcionário que preferiu não se identificar.

Pouco depois das 11h, o técnico em enfermagem Francisco Canindé conseguiu a liberação de uma maca depois de esperar por duas horas. “A gente conseguiu uma troca com o maqueiro de lá. Ele transferiu [um paciente] para o leito do hospital. Deixamos o paciente [que estava na maca do Samu] na maca do hospital“, explica.

De acordo com a assessoria de comunicação do Walfredo Gurgel, de manhã todos os 289 leitos das enfermarias e Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e 57 macas do hospital estavam ocupados, além das 16 macas de ambulâncias do Samu que ficaram retidas no Pronto-Socorro Clóvis Sarinho.
Share on Google Plus

About deusa online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.