Marinha faz busca por armas, drogas e celulares no Pavilhão 5 de Alcaçuz, no RN

No VNT do G1 RN - 21/02/2017
Atirador do Bope na Penitenciária de Alcaçuz (Foto: Divulgação/PM)
Marinha, PMs e agentes penitenciários fazem operação de revista em Alcaçuz (Foto: Divulgação/PM)
Fuzileiros navais realizam nesta terça-feira (21) uma vistoria em busca de armas, drogas e aparelhos celulares no Pavilhão 5 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, como é mais conhecido o Presídio Estadual Rogério Coutinho Madruga. A unidade fica em Nísia Floresta, na Grande Natal. Trata-se de mais uma etapa da operação ‘Varredura’, realizada pelos militares da Marinha nas unidades de detenção do estado.

Em janeiro, presos de duas facções criminosas que lutam pelo controle do tráfico de drogas no estado se enfrentaram dentro da pentienciária de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte. Pelo menos 26 detentos foram mortos no massacre.

O PV5 de Alcaçuz é a quinta unidade a ser vistoriada desde o início das operações. Até o momento, já foram inspecionadas a Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), a Penitenciária Agrícola Dr. Mario Negócio e a Cadeia Pública de Mossoró, ambas em Mossoró, e o Presídio Provisório Professor Raimundo Nonato, mais conhecido como Cadeia Pública de Natal.

Para a atuação da tropa, os fuzileiros não têm contato com os detentos. Para isso, contam com o apoio de agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais (GOE), unidade de elite da Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc). Na áreas externa, a Marinha tem apoio da Polícia Militar.

Decreto presidencial
De acordo com o decreto assinado pelo presidente Michel Temer, as ações realizadas pelas forças armadas dentro dos presídios do país visam a "detecção de armas, aparelhos de telefonia móvel, drogas e outros materiais ilícitos ou proibidos".
Share on Google Plus

About vnt online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.