Sete meses depois de abrir mão da faixa, Neymar volta a ser capitão da Seleção

No VNT do GE - 28/03/2017
Sete meses depois de dizer que não queria mais ser capitão da seleção brasileira, Neymar voltará a usar a faixa na partida desta terça-feira, contra o Paraguai, na Arena Corinthians. A escolha de Tite foi revelada na véspera, e faz parte do rodízio do técnico, que desde o início havia anunciado sua intenção de incluir o atacante como um de seus capitães.

Será a oitava partida do Brasil nas eliminatórias sob comando do treinador, e o sexto jogador diferente a exercer a função. Antes dele, Miranda (Equador e Uruguai), Daniel Alves (Colômbia e Argentina), Renato Augusto (Bolívia), Filipe Luís (Venezuela) e Fernandinho (Peru) ganharam a faixa do treinador, que tem esse artifício para dividir responsabilidade pelo grupo.

No amistoso com a Colômbia, em janeiro, quando só atletas que atuam no Brasil foram convocados, o capitão foi o atacante Robinho, do Atlético-MG.

No dia 20 de agosto do ano passado, logo depois de bater o pênalti decisivo da conquista da medalha de ouro olímpica, contra a Alemanha, no Maracanã, Neymar disse em entrevista ao repórter Eric Faria, da TV Globo, que não gostaria mais de ser capitão, e liberou Tite para procurar um substituto.

O técnico, que sequer havia estreado no lugar de Dunga, demitido em junho, jamais aceitou a sugestão. No primeiro jogo de 2017 pelo torneio que classifica quatro seleções diretamente à Copa do Mundo de 2018 – a quinta colocada disputará vaga em repescagem –, ele cumpre a ideia e inclui Neymar no rodízio.
Share on Google Plus

About vnt online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.