Justiça nega liminar para suspender investigação de agressões de ex-BBB

No VNT do G1 - 03/05/2017
Ex-BBB Marcos Harter chegou, por volta das 11h, à Delegacia da Mulher (Deam) de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio (Foto: Gabriel Mira / TV Globo)
Ex-BBB Marcos Harter chegou, por volta das 11h, à Delegacia da Mulher (Deam) de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio (Foto: Gabriel Mira / TV Globo)
A investigação de agressão do ex-BBB Marcos Harter contra Emily Araújo, com quem teve um relacionamento dentro da casa, não será suspensa. A informação foi confirmada pela 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, na manhã desta quarta-feira (3).

No texto, o magistrado responsável pela decisão explica que Marcos Harter pediu o fim das investigações porque não considerava a Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá apta a realizá-las. O ex-BBB também disse que Emily Araújo não teria prestado queixa contra ele, e por isso o trabalho da polícia seria improcedente. De acordo com o juiz, no entanto, não há situação excepcional que justifique o fim da investigação.

"Nada obsta que, até o julgamento do mérito deste writ, o impetrante saia de sua inércia e traga o embasamento fático às suas teses, não se podendo presumir que as suas alegações encontrem respaldo na realidade investigatória. Por isso, indefiro o pedido liminar, nada impedindo que as investigações prossigam regularmente, sendo certo que foi veiculada pela imprensa a informação no sentido de que tais investigações foram encerradas, tendo sido os autos do inquérito policial encaminhados ao Ministério Público para formação da sua opinio delicti", explica a decisão da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá.

Acusação
No último dia 25 de abril, o Ministério Público denunciou Marcos de Oliveira Harter por lesão corporal. De acordo com a denúncia, na festa Retrô, que aconteceu no programa, Marcos, por ciúmes, agrediu Emilly com fortes beliscões, que causaram um hematoma no braço esquerdo da vítima.

Ainda de acordo com o MP, Marcos ofendeu novamente a integridade corporal de Emilly, com um apertão no antebraço direito, que acarretou um novo hematoma. As lesões constam do laudo de corpo de delito.No dia 12 de abril, Marcos Harter esteve na Deam-Jacarepaguá para prestar depoimento. Ele chegou ao local acompanhado da irmã e não deu entrevistas. Um dia antes, Harter usou a sua conta no Twitter para falar sobre a acusação. O médico alegou que nunca teve a intenção de machucar a estudante, com quem vinha mantendo uma relação amorosa.

Share on Google Plus

About vnt online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.