Professor assassinado em Parnamirim, RN pode ter sido vítima de crime passional

No VNT  da Tribuna do Norte via Na Ficha da Polícia - 12/05/2017
Uma das linhas de investigação da Polícia Civil quanto ao assassinato do professor de Biologia Ediudson de Lucena Costa, 31 anos, é que os executores podem ter sido induzidos a partir de uma falsa informação repassada por uma mulher. Ele foi executado dentro do veículo em uma avenida movimentada no bairro de Emaús, em Parnamirim, na quarta-feira (10) após perseguição.

Informações obtidas com fontes da polícia dão conta que a vítima teria sido envolvida em uma suposta trama amorosa e passou a ser alvo de ameaças. Uma jovem estudante teria acabado um relacionamento, e passou a ser pressionada pelo ex-namorado para dizer quem seria o suposto “pivô” dessa separação. Pressionada, essa jovem teria informado que era Ediudson de Lucena como forma de se livrar da suposta pressão.

Não se sabe quanto tempo depois, o professor foi procurado por uma amiga dessa jovem e informado sobre o risco de alguma retaliação por parte do ex-namorado. Ediudson de Lucena teria prestado queixa à polícia e viajou para outro estado na tentativa de reduzir os possíveis riscos de agressão. Mas retornou ao Rio Grande do Norte há menos um mês, ignorando os supostos da trama em que foi envolvido. A polícia investiga se, de fato, houve essa situação para então começar a inquirir os supostos envolvidos.

Considerado referência de profissional e caráter por amigos, colegas de trabalho e alunos, o professor foi perseguido por homens armados que estavam em um veículo de cor branca. O assassinato foi diante de várias testemunhas e causou correria por parte de pedestres que ouviram os vários disparos de arma de fogo. Os motoristas que estavam em veículos logo atrás de Ediudson de Lucena tentaram manobras para se livrar de eventuais tiros. Câmeras de vigilância de prédios próximos ao local do crime registraram parte da perseguição. Ao menos três pessoas com diferentes tipos de armas teriam se posicionado em frente ao Toyota Ethios do professor, na rua Santa Maria, e efetuado os disparos. Não houve discussão, e a vítima mesmo baleada chegou a descer do carro, mas tombou já sem vida.

No local, peritos do Itep-RN recolheram estojos de ao menos dois calibres de arma de fogo. Ediudson foi sepultado no início da noite de ontem. O professor completaria 32 anos amanhã.

 As informações são da Tribuna do Norte via Na Ficha da Polícia
Share on Google Plus

About deusa online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.