Flamengo confirma e justifica venda de Paquetá ao Milan

No VNT da VEJA - 17 out 2018
Lucas Paquetá será apresentado no Milan no início de 2019 (Ricardo Moraes/Reuters)
A diretoria do Flamengo confirmou a venda de Lucas Paquetá ao Milan na manhã desta quarta-feira, em entrevista coletiva, na sede do clube, no Rio. O meia carioca de 21 anos será apresentado pela equipe italiana após a abertura da próxima janela de transferências do futebol europeu, no início de 2019.

O presidente Eduardo Bandeira de Mello aproveitou a ocasião para responder às críticas pela venda precoce de Paquetá e ressaltou que não era do interesse do clube negociá-lo: “Sempre tentamos prorrogar o contrato dele. Era nosso objetivo dar um aumento substancial e aumentar o valor da multa (rescisória). Mas o jogador tem o sonho de jogar na Europa. E temos de entender isso”.

“É leviano pensar que qualquer um de nós tinha interesse de nos desfazermos de um jogador que está no clube desde 11 anos, identificado com a torcida. Ninguém fica feliz em perder um ídolo. Tentamos renovar, com reajuste e novo prazo. Mas temos que olhar as aspirações profissionais. Ele queria jogar na Europa, jogar a Liga dos Campeões, em um futebol mais estruturado. Não somos donos do atleta, temos contrato profissional”, completou o vice do clube, Ricardo Lomba.

Segundo informações de jornais italianos, Lucas Paquetá foi contratado por 35 milhões de euros (aproximadamente 168 milhões de reais) e assinará um contrato de cinco anos. Pelo compromisso, ele receberá um salário anual de 1,5 milhões de euros (algo de torno de 6,4 milhões de reais). Entretanto, a multa contratual do meia é de 50 milhões de euros (cerca de 214 milhões de reais, pela cotação atual), o que gerou críticas à gestão do clube carioca.
Share on Google Plus

About VNT Online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.