Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Contra o Corinthians, Visão Celeste-RN perde de goleada na Copinha; veja os gols

No VNT do GE RN - 17 JAN 2019
O Corinthians venceu o Visão Celeste-RN por 8 a 0  - Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

O Corinthians aplicou a maior goleada da atual edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior e está nas quartas de final do torneio. Os 8 a 0 sobre o Visão Celeste-RN, nesta quarta-feira, na Arena Barueri, foram construídos naturalmente, com belos gols e mais uma grande atuação da equipe treinada por Eduardo Barroca. Fabricio Oya, Nathan (duas vezes), João Celeri (duas vezes), Rafinha, Mantuan e Igor fizeram os gols do Timão.(Veja os gols abaixo)

O Corinthians enfrenta o Grêmio nas quartas de final, sexta-feira, às 21h30 (de Brasília), novamente na Arena Barueri. O Grêmio também se classificou com tranquilidade – 3 a 0 no Audax, em Osasco. 

O Corinthians dominou o primeiro tempo do começo ao fim. Com mais posse de bola, o Timãozinho acuou o Visão Celeste e não sofreu nenhum susto. Logo aos 11 minutos, Fabricio Oya abriu o placar, em cobrança de falta. Nathan ampliou a vantagem do Timão com outros dois gols, aos 24 e aos 33.

O Timãozinho não só manteve o domínio na etapa final como também ampliou a goleada. Mesmo com o técnico Eduardo Barroca poupando alguns titulares, a equipe praticamente não deixou o Visão Celeste jogar. Logo no primeiro minuto, Igor marcou o quarto, contando com falha do goleiro Patrick. Rafinha ampliou em cobrança de falta, aos 11, Mantuan fez o sexto aos 19, e João Celeri anotou duas vezes, aos 28 e 43 minutos.

Corinthians aplica a maior goleada desta Copinha e está classificado para as quartas de final. Timãozinho pega o Grêmio na próxima fase.



Veja os gols no Canal VNT:

Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.