Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Suspeito de assalto morre e dois são presos em confronto com PMs em Natal; veja vídeo

No VNT do G1 RN - 25 JUN 2019
A troca de tiros aconteceu na Av Moema Tinoco, após os policias da Força Tática localizarem o veículo roubado e tentarem abordar os suspeitos — Foto: Redes Sociais

Um homem morreu e outros dois foram presos na noite desta segunda-feira (24) durante um confronto armado com policiais militares na Avenida Moema Tinoco, uma das mais movimentadas da Zona Norte de Natal. O trio é suspeito de ter roubado um Ônix de cor branca no conjunto Gramoré, na mesma região.

A troca de tiros aconteceu após os policias da Força Tática localizarem o veículo roubado e tentarem abordar os suspeitos. Os PMs disseram que os três homens que estavam no Ônix pararam o carro, desceram e saíram correndo. Dois foram logo capturados. O terceiro, no entanto, correu para um terreno e atirou contra os policiais. Houve revide e ele acabou baleado. O ferido ainda foi socorrido para o Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimento. O suspeito morto foi identificado como Diego Paulino da Silva.

Com o baleado os policiais apreenderam um revólver com três munições deflagradas. Os dois suspeitos presos foram levados para a Delegacia de Plantão, onde ambos foram reconhecidos pelo proprietário do Ônix. Por foto, o dono do carro roubado também reconheceu o suspeito morto como sendo o terceiro assaltante que o roubou.

Um dos dois suspeitos presos estava usando uma tornozeleira eletrônica, e por causa do flagrante deve perder o benefício e retornar ao regime fechado. O outro, que já estava no regime semiaberto, também deve ter a regressão da pena e retornar para a cadeia. Os dois também devem responder a um novo processo criminal, desta vez pelo roubo do veículo.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.