Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Turistas são assaltados em calçadão na praia de Ponta Negra, em Natal; suspeita é presa

No VNT do G1 RN - 06 JUN 2019
Com a mulher presa, foram apreendidos um revólver, além de vários objetos roubados, como aparelhos celulares, bolsas, dinheiro e outros pertences — Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

Turistas paranaenses e um paulista foram assaltados no início da manhã desta quinta-feira (6) quando caminhavam pelo calçadão da praia de Ponta Negra, um dos principais cartões-postais de Natal. Algumas vítimas foram obrigadas a deitar no chão. A Polícia Militar conseguiu prender uma mulher, apontada como uma das criminosas. Outros dois assaltantes conseguiram fugir.

As vítimas contaram que estavam caminhando no calçadão da Avenida Erivan França, na beira da praia, quando um homem armado e duas mulheres os abordaram. “Havíamos acabado de sair do hotel para caminhar, era por volta de dez para as seis da manhã, quando um homem e duas mulheres nos abordaram e anunciaram o assalto. O homem estava armado e mandou que a gente deitasse no chão, pegaram dinheiro, nossos telefones e as senhas dos celulares, o que a gente tinha na hora”, relatou um dos paranaenses assaltados.

Outro turista, assaltado logo após o primeiro roubo, já próximo ao Morro do Careca, também disse ter sido vítima dos mesmos bandidos. “Depois que me assaltaram eles saíram caminhando calmamente”, acrescentou. Depois de ser roubado, o homem disse que encontrou com uma viatura da Polícia Militar, e contou o que havia acontecido.

A equipe partiu em busca dos assaltantes e conseguiu prender uma mulher, que acabou reconhecida. Com ela, foram apreendidos um revólver, além de vários objetos roubados, como aparelhos celulares, bolsas, dinheiro e outros pertences.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.