Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Polícia Militar de Pipa, no RN prende homem por prática de violência domestica

No VNT da PM da Pipa - 08 JUL 2019
Polícia Militar de Pipa, no RN prende homem por prática de violência domestica - Foto: PM da Pipa

Na noite do último sábado (06) policiais militares do Pelotão Turístico da Praia da Pipa prenderam um homem por violência doméstica. A denúncia foi efetuada através do serviço de 190. Segundo a Polícia Militar, uma guarnição foi encaminhada e ao chegarem na residência informada, foi encontrada a vítima com marcas de lesões corporais e o suspeito foi identificado. A vítima se recusou a registrar a acusação, mas ambos foram conduzidos pelos policiais militares à Delegacia Civil de Plantão para procedimentos necessários. 

Segundo o Tenente Inácio, comandante do Pelotão Turístico da Praia da Pipa, em casos como este, na qual a vítima apresenta lesões corporais, é importante lembrar que mesmo quando a própria vítima pede para não prosseguir com a denúncia contra o seu agressor, o caso para a ação pública é incondicionada, não dependendo do desejo da vítima de representar ou não contra seu agressor. 

Ainda, segundo a Polícia Militar, a vítima informou que o acusado fazia uso de drogas ilícitas e que a obrigava a ter relações sexuais sem seu consentimento. Apesar dos fatos narrados a vítima expressava desejo de não querer vê-lo ser preso. “Infelizmente, esta é uma situação comum, fato este relacionado a uma complexa situação. Mas, é preciso reforçar a necessidade que ações destas ilicitudes sejam denunciadas para que atos assim como estes continuem sendo apresentados à justiça e que tais ações não fiquem impunes”, ressalta o Tenente Inácio.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.