Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Suspeitos de assalto a caminhão dos Correios são presos na Grande Natal

No VNT do G1 RN - 27 AGO 2019
Dois homens foram presos com carga roubada de caminhão dos Correios — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (27), em Ceará-Mirim, dois homens suspeitos de assaltar um caminhão que transportava malotes dos Correios.

Policiais federais acompanhavam o deslocamento de um caminhão dos Correios na BR-406 porque naquele trecho outros caminhões já tinham sido alvo de bandidos. Os policiais perceberam quando três automóveis passaram também a seguir o caminhão. Nas imediações do estádio de futebol Barretão os suspeitos abordaram o motorista e ordenaram que ele entrasse em uma estrada de terra. Como o condutor do caminhão foi feito refém, a equipe da PF optou por não intervir e ficou acompanhando toda a movimentação a distância.

Os suspeitos então roubaram toda a carga e liberaram o motorista. A partir daí, a Polícia federal iniciou uma perseguição. Os suspeitos foram alcançados e dois deles foram presos. Outros integrantes do grupo abandonaram os carros e conseguiram fugir em meio ao matagal.

Os detidos receberam voz de prisão e seguiram para autuação em flagrante na superintendência da PF. Com eles foram apreendidos três veículos, além de um simulacro de pistola e uma arma de ar comprimido que era utilizada para intimidar as vítimas. Toda a carga roubada foi recuperada.

Durante as diligências, a PF contou com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal na tentativa de localizar e identificar os suspeitos que se evadiram e continuam sendo procurados.
Suspeitos estavam com um simulacro — Foto: Polícia Federal/Divulgação
Suspeitos estavam com um simulacro — Foto: Polícia Federal/Divulgação
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.