Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Prefeito e vereadora de São Gonçalo do Amarante, no RN, testam positivo para Covid-19

Do G1RN - 03 ABR 2020
Paulinho Emídio, prefeito de São Gonçalo do Amarante — Foto: Isaías Carlos

Paulo Emídio (PL), prefeito de São Gonçalo do Amarante, cidade da Grande Natal, foi diagnosticado com Covid-19. Em isolamento domiciliar há mais de uma semana, ele usou uma rede social nesta sexta-feira (3) para confirmar a informação. A vereadora Márcia Soares (MDB) também testou positivo para o coronavírus.

O município tem nove casos confirmados e 59 suspeitos.

"Estou em tratamento em casa, junto com Terezinha que também foi contaminada. Estamos sem maior gravidade até o momento. Apenas os incômodos dos sintomas que são duros. Estou sem contato social há mais de semana. Desde que surgiram os primeiros sinais, me recolhi com Terezinha e passei a me cuidar", diz Paulinho, como é conhecido.

Mesmo afastado do gabinete, o prefeito conta que tem participado das tomadas de decisão quanto às medidas de prevenção no combate ao coronavírus.

"Os sintomas que tenho sentido aumentam a convicção do quanto todos devemos nos resguardar. E do quanto nós, autoridades, devemos lutar para que as pessoas não sejam atingidas por este vírus e não tenham que passar pelo que eu, Terezinha e tantas outras pessoas estamos passando", relata na nota.


O primeiro caso de coronavírus confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo do Amarante foi o do próprio secretário de Saúde, Jalmir Simões, de 51 anos, no último fim de semana.

Nesta sexta-feira, deu negativo o resultado do secretário de Defesa Social do município, João Eider. O secretário de Comunicação e Eventos, Rodolfo Maia, e o vereador Geraldo Verissimo (MDB), que estão entre os casos suspeitos e cumprem isolamento, ainda não receberam o resultado do teste.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.