Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

RN tem 17 mortes por coronavírus e 339 casos confirmados da doença

Do G1RN - 13 ABR 2020
Foto: Reprodução 

Mais duas mortes por coronavírus foram confirmadas nesta segunda-feira (13) pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) no Rio Grande do Norte. Os últimos óbitos foram registrados nas cidades de Tenente Ananias e Lagoa de Pedras, no interior do estado. Outras 12 mortes estão sob investigações municípios.

O boletim da Sesap também atualizou o número de casos confirmados, agora são 289. Os suspeitos somam 2.698 e os descartados 1.573. As 17 mortes no RN foram registradas nas cidades de Mossoró (6), Natal (4), Tenente Ananias (2), Cerro Corá (1), São Gonçalo do Amarante (1), Taipu (1), Lagoa de Pedras (1) e Apodi (1).

Ao todo, 27 municípios potiguares têm registros da doença: Natal (145), Mossoró (77), Parnamirim (39), São Gonçalo do Amarante (22), Assu (10), Extremoz (6), Apodi (4), Macaíba (4), Ceará-Mirim (3), Canguaretama (3), São José de Mipibu (2), Santo Antônio (2), Tenente Ananias (2), Tibau (2), Areia Branca (1), Baía Formosa (1), Boa Saúde (1), Caraúbas (1), Carnaubais (1), Cerro Corá (1), Encanto (1), Lagoa de Pedras (1), Luís Gomes (1), Monte Alegre (1), Passa e Fica (1), Santa Cruz (1), São Pedro (1) e Taipu (1), totalizando 333 casos.

Os outros 6 casos são de pessoas residentes de cidades de fora do RN que fizeram o teste em território potiguar.

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) detalhou também a situação de pessoas internadas em leitos clínicos, de terapia intensiva ou de terapia semi-intensiva. Ao todo são 110 internados, sendo 24 pessoas com diagnóstico do coronavírus e 86 com suspeita da doença.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.