Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Homem perde controle de moto e morre em acidente na BR-101 entre Arez e Goianinha, no RN

Do G1RN - 06  MAI 2020
Motociclista perdeu o controle e desceu em uma ribanceira — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Um homem morreu em um acidente na BR-101, entre Arez e Goianinha, municípios da Região Metropolitana de Natal, na noite de terça-feira (5). A vítima foi Luiz Luan Cláudio Bezerra que perdeu o controle da moto na pista molhada, na altura do quilômetro 143, e desceu em uma ribanceira.

Luiz Luan tinha 28 anos, era engenheiro mecânico e voltava para casa depois de um dia de trabalho em uma usina de cana-de-açúcar. Chovia forte no momento do acidente e segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motociclista sofreu uma forte pancada na cabeça ao descer a ribanceira na BR-101.

"O que é possível afirmar pelos vestígios que nós encontramos no local é que ele perdeu o controle de direção. O que causou a perda, realmente a gente não tem vestígio suficiente para poder comprovar o que houve antes disso", destacou a agente da PRF Cíntia Azevedo.

O serralheiro mecânico aposentado Luiz Cláudio Bezerra, pai da vítima, foi até o local do acidente e muito abalado lembrou da dedicação e esforço do filho. "Ele começou a trabalhar mais novo que eu, eu trabalhei 45 anos também nessa usina. Muitas vezes eu não tinha o dinheiro da feira e era ele quem completava", disse.

Além da Polícia Rodoviária Federal, a perícia técnica também esteve no local para investigar as causas do acidente. A moto de Luan foi devolvida para a família e o corpo do engenheiro mecânico foi levado à sede do Itep em Natal.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.