Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Prefeito de Maxaranguape, RN revoga decreto que autorizava reabertura de bares, restaurantes e passeios de buggy

Do G1RN - 05 MAI 2020
Praia de Maracajaú fica em Maxaranguape — Foto: Canindé Soares

O prefeito Luís Eduardo Bento da Silva revogou na tarde desta terça-feira (5) o decreto que autorizava a reabertura de bares, restaurantes, quiosques, academias de ginásticas e até passeios de quadriciclos e buggys no município de Maxaranguape, litoral do RN. O decreto havia sido publicado na segunda-feira (4) no Diário Oficial e contrariava as determinações do Governo do RN no combate ao coronavírus no estado.

A decisão do gestor de voltar atrás aconteceu após recomendação do Ministério Público do Rio Grande do Norte para que o decreto fosse revogado em até 24 horas. Dessa forma, o prefeito publicou um novo decreto tornando o anterior sem efeito.

Na recomendação, o MPRN afirmou que a Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, apresentou as medidas no enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus, além de explicitar que a OMS caracterizou a doença como pandemia. "Essa lei federal trata da quarentena, estabelecendo que devem ser resguardados apenas o exercício e o funcionamento de serviços públicos e atividades essenciais", afirmou o MP.

O MP ainda recomendou que o prefeito deve se abster de editar novos decretos que relativizem ou confrontem as determinações dos decretos estaduais e recomendações do Ministério da Saúde.

O órgão também levou em consideração que em 19 de março passado foi decretado estado de calamidade pública no RN pelo coronavírus, ao passo em que a União reconheceu calamidade pública em âmbito nacional no dia seguinte.

No documento, a promotoria ainda ressaltou que a doença pode ter uma rápida escalada viral que exige infraestrutura hospitalar com leitos suficientes e com aparelhos respiradores em quantidade elevada, o que estaria fora da realização de qualquer centro médico do estado, inclusive do município de Maxaranguape, que não tem hospital e leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em seu território. Assim, seria necessário enviar pacientes para outros municípios.

Segundo o Boletim Epidemiológico mais atualizado da Secretaria Estadual de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Norte, Maxaranguape possui um caso confirmado e dois casos suspeitos de Covid-19.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.