Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Governo do RN anuncia calendário de pagamento de 2021

Da ASSECOM/RN - 30 DEZ 2020
Governo do RN anuncia calendário de pagamento de 2021


O Governo do Rio Grande do Norte anunciou o calendário de pagamento dos servidores durante todo o ano de 2021. Os critérios permanecem os mesmos de 2020, com adiantamento salarial integral já na metade do mês para quem recebe acima de R$ 4 mil e 30% para quem recebe acima desse valor, além de toda a categoria da Segurança Pública, e a quitação do restante dos 70% e o salário integral ao servidores lotados em pastas com arrecadação própria ainda dentro do mês trabalhado.

“O Governo não anunciou novidade, anunciou mais um ano de respeito e compromisso com os direitos do servidor, algo impensável apenas dois anos atrás. Em alguns dias também será anunciado datas de pagamento dos dois salários atrasados herdados da última gestão, porque agora é nossa responsabilidade, mas só podemos quitar com recursos disponíveis, sem comprometer outros direitos básicos do cidadão”, comentou o titular da pasta de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire.  

Nesta quarta (30), foi depositado os 70% restantes do salário de dezembro do servidor que recebe acima de R$ 4 mil e o integral ao funcionalismo lotado em pastas com recursos próprios. O montante amanheceu na conta dos servidores, exceto inativos da administração direta, que será liberado ao longo do dia.

Datas de pagamento em 2021:

Janeiro: 15/01  e  30/01

Fevereiro: 13/02  e  27/02

Março: 15/03  e  31/03

Abril: 15/04  e  30/04

Maio: 15/05  e  31/04

Junho: 13/06  e  30/06

Julho: 15/07  e  31/07

Agosto: 14/08  e  31/08

Setembro: 15/09  e  30/09

Outubro: 15/10  e  30/10

Novembro: 13/11  e  30/11

Dezembro: 15/12  e  31/12

Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.