Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Menino de 2 anos é atingido na cabeça por tiro de arma do próprio pai em Parnamirim, RN

Do G1RN - 30 DEZ 2020
Criança de 2 anos foi socorrida e passou por cirurgia no Hospital Walfredo Gurgel. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi


Um menino de 2 anos de idade foi atingido na cabeça por um tiro de arma de fogo que seria do seu próprio pai, segundo a Polícia Civil. O caso aconteceu em Parnamirim, na região metropolitana de Natal.

A criança foi socorrida, passou por cirurgia durante a madrugada desta quarta-feira (30) e está internada no Hospital Walfredo Gurgel em estado grave. As circunstâncias do disparo ainda são investigadas.

De acordo com o hospital, a criança está sedada, internada em uma unidade pediátrica de terapia intensiva, após passar pela cirurgia de emergência. De acordo com um dos médicos que atendeu o menino, a bala atingiu a parte frontal e entrou da cabeça dele.

Tiro seria acidental

O caso aconteceu em uma casa no bairro Parque de Exposições, em Parnamirim, durante a noite de terça-feira (29) e foi registrado na madrugada pela Polícia Civil. De acordo com informações colhidas inicialmente, o menino estava em casa com os pais e outras crianças, quando sofreu um tiro acidental.

De acordo com a corporação, o pai trabalha como segurança privado e tem registro de duas armas de fogo. Inicialmente, o homem afirmou à polícia que a arma caiu do alto de um guarda-roupa (ou armário) e teria disparado, atingindo a criança.

O caso ainda será investigado. Na vizinhança, moradores apenas relataram o momento de tensão.

"Não sei como aconteceu, só ouvi a gritaria e na hora as pessoas saindo para o hospital. Foi um acidente", disse uma vizinha.

Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.