Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Mãe e filho são assassinados dentro de casa em Felipe Guerra, RN

Do G1RN - 09 FEV 2021
Antônia Geides de Góis e Silva, de 65 anos, e Paulo Wictor de Góis e Silva, de 35, foram mortos a tiros em Felipe Guerra, RN — Foto: Reprodução


Mãe e filho foram assassinados dentro de casa na noite desta quinta-feira (18), no município de Felipe Guerra, na região Oeste potiguar. De acordo com a Polícia Civil, o crime tem características de execução.

Segundo o delegado Teixeira Júnior, que esteve no local do crime, testemunhas contaram que dois homens em uma moto chegaram ao local e invadiram a casa. No momento do crime só estavam mãe e filho em casa. As vítimas foram identificadas como Antônia Geides de Góis e Silva, de 65 anos e Paulo Wictor de Góis e Silva, de 35.

“Trata-se de uma execução. Vários disparos. Eles adentraram na residência, tudo indica que foram duas pessoas, segundo informações locais. A senhora foi morta primeiro. Ela estava na sala e o filho foi encontrado no quintal, como se tivesse se escondido para fugir”, contou o delegado.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a arma utilizada no crime foi possivelmente uma pistola 380. A Polícia Militar relatou ao delegado que há algumas semanas a casa onde as vítimas moravam teria sido alvejada por criminosos. Paulo Wictor, segundo o delegado, não tinha passagens pelo sistema prisional.

Os investigadores também descobriram que Antônia Geides teve um filho assassinado há cerca de 5 meses no estado de Goiás. Ele era suspeito de envolvimento com crimes de pistolagem. Segundo o delegado, as investigações vão indicar se os dois crimes têm alguma relação ou não.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Mossoró.

Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.