Por falta de leitos de UTI, maior hospital do RN suspende cirurgias

No VNT do G1 RN - 18/10/2016
Pacientes ocupam salas de cirurgia no Hospital Walfredo Gurgel; Leitos de UTI estão ocupados (Foto: Reprodução/ Inter TV Cabugi)
Pacientes ocupam salas de cirurgia no Hospital Walfredo Gurgel; Leitos de UTI estão ocupados (Foto: Reprodução/ Inter TV Cabugi)
A direção do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel suspendeu os procedimentos de cirurgia na unidade desde a noite desta segunda-feira (17) por falta de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). De acordo com a direção do maior hospital do Rio Grande do Norte, como não existem leitos para a recuperação dos pacientes, os recém-operados têm que ser mantidos nas salas de cirurgia.

Em nota, a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) confirmou que as cirurgias não podem acontecer porque dentro das salas do centro cirúrgico há pacientes que foram operados e que necessitam de leitos com respiradores e monitores, ou seja, leitos de UTI. Entretanto, os leitos não estão disponíveis no momento.

Ainda de acordo com a Sesap, as cirurgias serão retomadas à medida em que os pacientes forem transferidos para leitos. O hospital tem 45 leitos de UTI.

A superlotação no hospital também afeta pacientes que procuram outros tipos de atendimento. De acordo com um levantamento do Sindicato dos Servidores da Saúde (SindSaúde), 155 pacientes aguardavam atendimento em macas no hospital. Do total, 81 estavam acomodados em macas nos corredores e outros 74, também em macas, em outros locais do hospital.

UTI Pediátrica fechada
Também nesta terça-feira, a equipe médica da UTI Pediátrica do hospital anunciou que os atendimentos na unidade de tratamento intensivo serão suspensos a partir do dia 28 de outubro. De acordo com a nota dos médicos, até a data todos os profissionais terão cumprido as cargas horárias de serviço no hospital.

Ainda de acordo com os médicos, a falta de médicos é resultado de aposentadorias, exonerações e licenças prêmios com fins de aposentadoria. Segundo eles, tanto a Sesap, quanto a direção geral do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel foram comunicados sobre o déficit de profissionais médicos intensivistas pediátricos na UTI Pediátrica há 4 meses.
Share on Google Plus

About VNT Online

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.