Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Fernanda Lima processa Eduardo Costa após ofensas em rede social

No VNT do G1 - 11  DEZ 2018
Fernanda Lima processa Eduardo Costa — Foto: Reprodução/Instagram

Fernanda Lima entrou com um processo contra o cantor Eduardo Costa. A queixa cita os crimes de calúnia, injúria e difamação. A ação foi movida pela apresentadora após o sertanejo ofendê-la nas redes sociais depois que Fernanda fez um discurso feminista no encerramento de uma das edições do programa “Amor & Sexo”, em novembro.

“Vamos sabotar a engrenagem desse sistema de opressão. Vamos sabotar a engrenagem desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino”, citou Fernanda no editorial. Entre as palavras de Eduardo na rede social, o cantor chama a apresentadora de “imbecil”.

A audiência preliminar do processo acontece no dia 19 de dezembro, às 14h30, no Rio de Janeiro.

Procurada, a assessoria informou que Eduardo “não vai se pronunciar sobre o assunto. É o jurídico que está analisando”.

Pedido de desculpas
Dias após as ofensas de Eduardo contra Fernanda Lima, foi ao ar uma edição do programa "Conversa com Bial" com uma entrevista com o cantor. Pedro Bial explicou que a entrevista já estava gravada antes da polêmica, mas convocou o sertanejo para dar explicações sobre o caso. Eduardo, então, pediu desculpas para Fernanda.

“Tinha gravado um feliz programa com Eduardo Costa quando sobreveio um infeliz incidente. Minha querida amiga Fernanda Lima encerrou programa ‘Amor & Sexo’ com um editorial feminista. Era mais uma manifestação do importante serviço que o ‘Amor & Sexo’ presta há 11 temporadas, que é acolher e apoiar grupos que historicamente sofrem com o preconceito e a intolerância. Só que aí, Edu foi para as redes sociais e atacou a Fernanda em termos grosseiros”, explicou Bial, chamando Eduardo em seguida via Skype.

“Eu acabei entrando nas minhas redes sociais e falando pelos cotovelos. Continuo pensando da mesma forma, não retiro o que eu disse, mas quero me retratar da forma como eu disse, jeito que me coloquei. Acho que eu poderia ter sido um cara mais brando, mais tranquilo. Mas com a mesma coragem que eu tenho pra falar e pra expor minhas opiniões, quero ter essa coragem de vir aqui no seu programa e pedir desculpas pra Fernanda Lima, pra família da Fernanda Lima, para o marido dela, os filhos, para os amigos, os fãs que ela tem no Brasil inteiro – inclusive eu sou um grande dela. (...) Me arrependo profundamente, acho que fui um babaca naquele momento ali”, afirmou Eduardo. (Assista aqui o pedido de desculpas de Eduardo Costa na íntegra).

Eduardo Costa ofende Fernanda Lima em rede social  — Foto: Reprodução
Eduardo Costa ofende Fernanda Lima em rede social — Foto: Reprodução





Gostaria de agradecer o carinho das pessoas que têm se manifestado positivamente em relação ao programa que foi ao ar na última terça-feira, sobre a mulher. Estou recebendo muito amor e com isso renovando minhas energias para seguir a caminhada. É muito importante receber o reconhecimento do papel de #AmorESexo em defesa da igualdade e da diversidade. É um trabalho que leva meses para ser desenvolvido, com cada tema pesquisado, escrito e gravado com meses de antecedência. O programa mulher, que foi ao ar esta semana, foi gravado em julho, e assim como os outros tem sido preparado com esmero e carinho há meses. Nossa equipe está muito feliz com os debates que o programa #mulher tem gerado, pois a nossa motivação é provocar reflexões sobre o papel da mulher na sociedade e como podemos desconstruir as estruturas machistas, homofóbicas e racistas que aprisionam as mulheres e homens. O amor cura. #CHAMATODOMUNDO #FernandaLima @redeglobo @gshow @antonioamancio
Uma publicação compartilhada por Fernanda Lima (@fernandalimaoficial) em
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.