Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Sargento do Exército é baleado em assalto à padaria na Zona Leste de Natal

No VNT do G1 RN - 26 AGO 2019
Padaria foi assaltada na tarde desta terça-feira (20) em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Um sargento do Exército foi baleado na tarde desta terça-feira (20) em uma tentativa de assalto a uma padaria no bairro Alecrim, na Zona Leste de Natal. O homem foi atingido com três tiros, deixou o local com vida e foi encaminhado ao pronto-socorro Clóvis Sarinho. Os bandidos conseguiram fugir.

De acordo com o 1º Batalhão da Polícia Militar, que cobre a região, dois bandidos armados invadiram o estabelecimento e anunciaram o assalto por volta das 15h. Aos gritos, eles diziam que se houvesse um policial no local "iria morrer", segundo relatado pelas testemunhas aos policiais.

Os criminosos começam a recolher os pertences dos clientes e o dinheiro do caixa - eles chegaram a conferir em um cliente se ele estava armado. O sargento aproveita um momento em que o bandido está de costas, distraído, e reage. Ele e o criminoso entram em luta corporal e o bandido consegue acertá-lo com tiros. Neste momento, os clientes que estão no local correm com medo para fora da padaria.

O outro bandido, que estava recolhendo o dinheiro do caixa, corre para ajudar o comparsa e também atira no sargento, que fica caído, sem reação. Os criminosos começam a fugir, mas em seguida um deles retorna e efetua mais um disparo no sargento. Depois de alguns segundos, a vítima ainda consegue se levantar.

O sargento foi atingido com três tiros, segundo a PM: dois na coxa e um no rosto. Os bandidos conseguiram fugir logo após a ação, levando alguns pertences de clientes, dinheiro do caixa da padaria e a arma do sargento.
Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.