Recent

Postagens mais visitadas

Navigation

Pedro Sales, do MDB, é reeleito prefeito de Várzea, RN

Do VNT - 15 NOV 2020
Pedro Sales, do MDB, é reeleito prefeito de Várzea, RN - Foto: Divulgação


Pedro Sales Belo da Silva, do MDB, foi reeleito neste domingo (15) prefeito de Várzea, no Agreste do Rio Grande do Norte para os próximos quatro anos. Com 100% das urnas apuradas,  teve 2.306 votos, o que corresponde a 56,35% dos votos válidos. A vice-prefeita eleita é a farmacêutica, Elizabeth Crhistine Amâncio da Silva Ribeiro (PSD), esposa do ex-prefeito por duas vezes, Getúlio Luciano Ribeiro.

O segundo mais votado foi Janiel Hercílio da Silva (SD) com 1.657 votos - 40,49% dos votos válidos. Em terceiro lugar ficou Teógenes Plácido de Medeiros Lima, Téo Tomaz (Patriota) - com 129 votos - 3,15%. 

Votaram o total de 4.092 eleitores o que equivale a 96,65% dos votos, brancos 43 votos - 1,01%,  nulos 99 votos - 2,34%. Pedro Sales obteve uma maioria de 649 votos sobre o segundo colocado, foram 2.177 votos de maioria sobre o terceiro colocado e uma maioria sobre os dois concorrentes de 520 votos. 

Pedro Sales Belo da Silva, do MDB foi candidato da coligação Juntos faremos mais (MDB / PSD)  é atual prefeito do município (Gestão 2017/2020), empresário, natural de Várzea, RN nascido em 15/08/1960. Já ocupou o cargo  de vereador presidente da Câmara Municipal de Várzea e disputou o cargo de prefeito por três vezes (2012-não eleito),  (2016-eleito) e (2020-eleito). 

Para vereador: total de 4.075 votos o equivale a 96,24% brancos 31 - 0,74% nulos 128 - 3,02% 

Vereadores eleitos:

Allyson Medeiros - 461 votos

Tãozinho - 398 votos

Arimatéia - 377 votos

Paulo Freire - 313 votos

Terezinha Tomaz - 304 votos

Eberval - 278 votos

Telma - 241 votos 

Mayara - 193 votos 

André - 134 votos 

Veja vídeo: Redes sociais: 

Share
Banner

VNT Online

Post A Comment:

0 comments:

OS COMENTÁRIOS POSTADOS AQUI SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

PARA FAZER COMENTÁRIOS NO VNT:

Respeitar o outro, não conter insultos, agressões, ofensas e baixarias, caso contrário não serão aceitos.

Não usar nomes de terceiros para emitir opiniões, o uso indevido configura crime de falsidade ideológica.